Ir para Página Inicial

1. DEGENERAÇÕES

Conceito: Degenerações são lesões reversíveis decorrentes de alterações que resultam em acúmulo de substâncias no interior da célula. Geralmente, as degenerações são processos reversíveis quando o estímulo cessa, mas, em algumas situações, podem evoluir para a morte celular. O acúmulo de substâncias pode reduzir ou interromper a função celular.

Classificação: Nesta aula vamos estudar as degenerações com maior relevância para o cirurgião dentista.

1.1 Degeneração Hidrópica

É o acúmulo de água no meio intracelular (citoplasma).

Descrição

Fragmento de mucosa bucal revestido por tecido epitelial de revestimento estratificado pavimentoso, pode-se observar que as células do tecido epitelial estão aumentadas de volume (setas), com alteração de proporção citoplasma/núcleo, com o citoplasma claro, núcleo deslocado para a periferia, citoplasma com aspecto rendilhado caracterizando degeneração hidrópica. No tecido conjuntivo podemos observar fibras colágenas róseas, hiperemia, vasos de neoformação.

Dados importantes para o diagnóstico

Diagnóstico

Hemangioma

1.2 Degeneração Hialina

Representa o acúmulo de proteínas podendo ser dentro das células (forma de pequenos grânulos acidófilos ou aglomerados irregulares) ou fora da célula (no tecido conjuntivo fibroso e no interior dos vasos).

O nome hialino é devido ao aspecto homogêneo, com certa transparência e brilho (lembrando vidro) e de cor rósea.

1.2.1 Degeneração Hialina Celular — Corpúsculo de Russel

Descrição

Observa-se uma área central onde encontram-se neutrófilos e piócitos caracterizando o pus. Em torno, circunscrevendo a supuração, observa-se tecido conjuntivo com processo inflamatório crônico e fibroplasia (cápsula). Na área de processo inflamatório crônico pode-se observar inúmeros linfócitos e plasmócitos. Alguns plasmócitos apresentam degeneração hialina (Corpúsculos de Russel-setas).

Dados importantes para o diagnóstico

Diagnóstico

Abscesso Crônico

1.2.2 Degeneração Hialina do Conjuntivo

Descrição

Fragmento de tecido conjuntivo exibindo inúmeros cristais de colesterol, alguns com células gigantes justapostas. Em áreas focais, nota-se hialinização do conjuntivo (setas) caracterizada por focos de aspecto róseo, homogêneo e vítreo. Focos de hemorragia e hemossiderina também podem ser notados.

Dados importantes para o diagnóstico de degeneração hialina do conjuntivo:

Diagnóstico

Granuloma Periapical

1.2.3 Degeneração Hialina do Vaso (trombose)

Descrição

Fragmento de mucosa bucal revestido por tecido epitelial de revestimento estratificado pavimentoso, no tecido conjuntivo observa-se vasos com trombo no interior, obstruindo totalmente (trombo oclusivo) ou parcialmente a luz dos vasos (trombo mural), caracterizando trombose hialina do vaso. Trombos identificados pelas setas.

Dados importantes para o diagnóstico

Diagnóstico

Hiperplasia Inflamatória

1.2.4 Degeneração Gordurosa

É o acumulo excessivo de gordura no citoplasma de células.

Dados importantes para o diagnóstico

Diagnóstico

Granuloma Apical

1.2.5 Degeneração Cálcica

Não é uma degeneração verdadeira pois é um evento pós-morte celular. Deposição de sais de cálcio e outros sais minerais nas mitocôndrias de células necróticas. A calcificação distrófica pode estar presente no tecido pulpar com alterações regressivas.

Descrição

Corte transversal de um dente monorradicular apresentando dentina tubular, camada odontoblástica, polpa. Observar no interior do tecido conjuntivo pulpar a presença de calcificações patológicas (nódulos pulpares). Na periferia observa-se a degeneração dos odontoblastos ( atrofia reticular).

Dados importantes para o diagnóstico

Diagnóstico

Degeneração Cálcica (Calcificação pulpar)


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0